A Académica derrotou, no sábado, no estádio 5 de Julho o Botafogo na lotaria das grandes penalidades, depois de um empate a dois golos no tempo regulamentar e conquista a Supertaça da ilha, a segunda prova da época 2019/20.

A formação da Académica que há uma semana tinha goleado o Cutelinho dos Mosteiros no jogo a contar para a taça inter-campeões, entrou forte no jogo e teve uma primeira parte “demolidora”, dominando o Botafogo, chegando ao intervalo a vencer por duas bolas a zero, um resultado que peca pela escassez.

A Académica marcou aos 12 minutos por intermédio de Cá que livre de marcação aproveitou uma falha do sector defensivo do Botafogo bateu o desesperado guarda-redes Zé Pedro, tendo criado várias outras oportunidades que foram desperdiçadas até que aos 42 minutos Cláudio aproveitou mais uma falha dos defensores do Botafogo, incluindo do guarda-redes para ampliar a vantagem.

Num jogo quase com sentido único na primeira, o Botafogo que demonstrou falta de interligação entre os diversos sectores, só incomodou o guarda-redes Djidjé da Académica aos 27 minutos e aos 38 minutos do primeiro tempo criou a melhor oportunidade de golos com a bola a ir ao ferro na mesma jogada com remate primeiro à barra, depois ao poste por outras duas vezes.

A perder por dois golos de diferença, a equipa do Botafogo entrou com outra postura e determinação e empurrou a Académica para o seu sector defensivo, mas quando todos não acreditavam que o Botafogo iria marcar nesta partida, Gugu, que saltou do banco poucos minutos antes, reduziu aos 33 minutos.

No momento em que o quarto arbitro levantou a placa com mais quatro minutos de compensação, Luisinho num remate forte fez o segundo golo do Botafogo e na comemoração um dos jogadores por pouco não contraiu uma lesão de maior gravidade ao deslizar-se na pista de atletismo cujo piso é de cimento, representando um perigo eminente para os jogadores.

Na comemoração do golo, Célio do Botafogo viu vermelho directo por indicação do quarto arbitro, mas pouco tempo depois o arbitro principal expulsou um jogador da Académica por acumulação de amarelos na mesma jogada.

Na marcação de grandes penalidades a Académica foi mais feliz e venceu por 5 – 4, com Botafogo a desperdiçar duas penalidades por intermédio de David e Badju e Académica apenas uma penalidade por Nonino.

Assim a Académica conquista o seu segundo trofeu da época futebolística 2019/20, nomeadamente a taça inter-campeões e a Supertaça.

No próximo fim de semana será o arranque do campeonato regional de futebol do primeiro escalão e com um jogo grande entre Académica – Vulcânico.

No estádio Monte Pelado, Santa Catarina, a equipa de Mãe Joana sagrou-se campeã do inter zonas ao bater na final a sua congénere de Monte Vermelho, por três bolas a duas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.