O Mindelense, da ilha de São Vicente, conquistou hoje o tricampeonato de futebol e o 17.º na sua história, após vencer o Derby, da mesma ilha, por 4-3 na marcação das grandes penalidades, após 1-1 no tempo regulamentar.

No jogo da finalíssima, disputado no Estádio Adérito Sena, o Mindelense marcou primeiro, por intermédio de Shibaka, aos 37 minutos.

Mas, aos 90+5 minutos, quando a equipa ‘encarnada’ se preparava para festejar, Duck marcou um grande golo para o Derby e restabeleceu a igualdade, levando o jogo para o prolongamento.

No tempo extra, as duas equipas acusaram o cansado e jogaram mais a passo, contrariamente a velocidade e intensidade dos 90 minutos regulamentares, e o resultado manteve-se inalterável, com a decisão a acontecer na marcação das grandes penalidades.

No desempate nas grandes penalidades, o Mindelense foi mais feliz e venceu por 4-3, conquistando três campeonatos seguidos pela primeira vez e o 17.º na sua história.

O Mindelense, que conquistou o regional de São Vicente, junta este título aos conquistados em 1956, 1960, 1962, 1966, 1968, 1971, 1976, 1977, 1981, 1988, 1990, 1992, 1998, 2011, 2014 e 2013.

Já o Derby, vice-campeão de São Vicente, fica com os mesmos três títulos conquistados até agora, conquistados em 1984, 2000 e 2005, após ter perdido novamente uma final, tal como em 2008, frente ao Sporting da Praia.

Em relação aos prémios individuais, o Académico do Sal foi a equipa ‘fair-play’, o melhor marcador foi Márcio (Boavista da Praia), com seis golos, o guarda-redes menos batido foi o internacional cabo-verdiano Vozinha (Mindelense), o melhor jogador Oceano (Paulense) e o melhor treinador Rui Alberto Leite (Mindelense).

Esta foi a primeira vez que duas equipas da ilha de São Vicente se encontraram na final do campeonato de Cabo Verde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.