O presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Orlando Delgado, aposta na infra-estruturação desportiva do concelho, em 2015, com a cobertura do polivalente David Fortes, um dos mais aguardados projetos do sector, na Ribeira Grande.

Orlando Delgado está otimista quanto à implementação do projeto porque, conforme disse à Inforpress, o director-geral dos Desportos, Gerson Melo, terá prometido à edilidade que 2015 seria “o ano da Ribeira Grande” em termos de investimento estatal em infra-estruturação desportiva, garantindo o co-financiamento desse projecto.

“É um projecto que ultrapassa a capacidade de investimento da Câmara Municipal, pelo que será necessário o co-financiamento do governo” disse Orlando Delgado, notando que se trata de um projeto cuja implementação se “justifica plenamente, sobretudo tendo em conta os resultados desportivos positivos que a ilha de Santo Antão tem vindo a conseguir nos desportos de salão”.

Segundo Orlando Delgado, “o orçamento da Câmara Municipal não lhe permite investir numa infra-estrutura dessa envergadura”, tendo em conta que “o montante necessário é quase metade do orçamento anual da Câmara Municipal”.

Por outro lado, a Câmara não tem, neste momento, capacidade de endividamento junto à banca para implementar o projecto, tendo em conta que teve de recorrer ao endividamento para financiar o valor necessário para a requalificação e arrelvamento sintético do estádio João Serra que, embora sirva os dois municípios, Ribeira Grande e Paul, foi assumido na totalidade pela edilidade ribeira-grandense.

Em 2014, a Câmara arrancou a construção de seis placas desportivas noutras tantas localidades do concelho, obras que transitam para o corrente ano e que, previsivelmente, ficarão prontas ainda em 2015.

Segundo Orlando Delgado, 2014 foi um ano extremamente difícil no cômputo geral e, para uma ilha agrícola e um concelho em que cerca de 80 por cento da população vive no meio rural, a seca teve impacto negativo na vida e na qualidade de vida das pessoas da Ribeira Grande.

Mas, adianta Orlando Delgado, “o balanço das realizações da Câmara Municipal é positivo”, uma que a Câmara procurou cumprir o que estava no plano de actividades, mas também avançar para a resolução de alguns dos problemas criados pela ausência de chuvas, nomeadamente com a abertura de postos de trabalho.

“Foi o ano em que Ribeira Grande atingiu os cem por cento de ligações domiciliárias de água em todas as localidades do concelho”, recorrendo “exclusivamente aos parcos recursos da Câmara Municipal”, concluiu o edil ribeira-grandense.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.