O treinador do Mindelense, Rui Alberto Leite, disse hoje à Inforpress, no Mindelo, que o seu clube “quer muito” ganhar o campeonato de Cabo Verde e “somar o tricampeonato”, embora admita que vá enfrentar um “grande adversário”.

O técnico, que dirigiu hoje o último treino da sua equipa antes do jogo de sábado, considerou que o espírito no seio do grupo de trabalho “é bom”, pois, ajuntou, “não há melhor motivação” do que jogar uma final do campeonato de Cabo Verde “em tua casa, perante o teu público”.

Rui Alberto Leite já avisou os seus futebolistas que o Derby é um adversário difícil, que “conhece bem” a sua equipa, mas que é também bem conhecida do Mindelense, afinal jogam no mesmo campeonato regional.

“Desde o arranque da época avaliei o plantel e senti que tínhamos qualidade na equipa para os feitos que alcançamos até agora, já atingimos a final e queremos ganhá-la”, referiu o treinador, para quem a sua equipa “está preparada”, o espírito de grupo “está bom” com “motivação em alta”.

“E nem poderia ser de outra forma”, lançou Rui Alberto Leite, explicando que quem não se sentir motivado para jogar uma final, não pode estar numa equipa como o Mindelense.

Questionado sobre a ausência de Vozinha, que deixou o plantel na semana passada para assumir um compromisso na Moldávia, Rui Leite disse que tal circunstância não vai pesar na qualidade da sua equipa, pois há outros guarda-redes no plantel que têm a sua “máxima confiança”.

Mesmo assim, destacou a importância de Vozinha, que chegou a meio da época ao clube e “impôs a sua qualidade”, revelando-se “um grande profissional”.

Sobre a onda de lesões que se abateu sobre a sua equipa, o treinador reconheceu que “um bom número” de jogadores que foram importantes em determinados momentos da época estão lesionados, mas que não pensa neles, por “contar apenas” com os que estão bem.

“Chamo o público ao estádio este sábado independentemente da cor clubística, venham para que o futebol de São Vicente possa mostrar a sua força no panorama de Cabo Verde, aliás prova é a presença destas duas equipas na final”, concluiu Rui Alberto Leite.

A baliza do Mindelense no jogo da 1ª mão estará nas mãos do guarda-redes Nhô, habitual suplente de Vozinha.

“Sinto-me tranquilo, trabalho para isso, há muito tempo que aguardo pela minha oportunidade e é uma felicidade jogar uma final, ainda mais com o Derby, um jogo em casa, e espero a vitória”, considerou o guarda-redes Nhô, à Inforpress.

O substituto de Vozinha disse ainda que a equipa “está bem e focada no objetivo”, e com “muita moral” para o jogo de sábado.

“Que o público encha o Estádio mais uma vez, e com fair-play”, lançou Nhô.

Presente nas quatro finais dos últimos cinco anos que o Mindelense disputou, o defesa central Toi Adão considera que a equipa fez “o seu trabalho” ao longo da semana de treinos para “um bom resultado rumo ao título”.

“Espero um estádio cheio nesta final inédita e que no fim ganhe o Mindelense”, concluiu Toi Adão.

O jogo Mindelense - Derby vai ser dirigido por um quarteto de árbitros da ilha de Santo Antão chefiado pelo árbitro central Lenine Rocha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.