O Sporting Clube do Porto Novo, a agremiação mais antiga da Região de Santo Antão – Sul, fundado em 1956, realiza, este domingo, a sua assembleia-geral para a eleição dos novos corpos sociais para o próximo triénio.

O presidente cessante do Sporting Clube do Porto Novo, José Salomão, informou que, além da eleição dos novos órgãos diretivos, a assembleia-geral vai discutir e aprovar as contas do clube referentes à época 2013/2014.

Segundo este dirigente desportivo, está a ser trabalhada uma lista para dirigir a instituição nos próximos três anos e não descarta a possibilidade de continuar à frente do clube leonino santantonense, caso não surja nenhum candidato ao cargo de presidente.

José Salomão admitiu que a situação financeira do clube não difere da realidade dos restantes clubes em Santo Antão – Sul, marcada por “dificuldades financeiras” que, segundo ele, agudizaram na última temporada.

Para isso contribuiu, no seu entender, o facto de a Câmara Municipal do Porto Novo não ter ainda atribuído aos clubes o subsídio referente à época transacta.

Apesar da “difícil situação” em que se encontra o Sporting Clube do Porto Novo, a equipa “verde e branca” vai marcar presença nas provas oficiais, calendarizadas para a presente temporada, cujo arranque está previsto para 22 de Novembro, assegurou Salomão.

Desde a temporada 2008/2009, o Sporting Clube do Porto Novo, que em agosto completou 58 anos de vida, não vence um título de campeão em Santo Antão – Sul.

Aliás, desde da criação, em 1998, da Região Desportiva de Santo Antão – Sul, “os leões” do Porto Novo conquistaram três campeonatos (épocas 2005/2006, 2006/2007 e 2008/2009), uma taça Porto Novo (2004/2005) e uma super-taça (2009/2010).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.