Depois do nulo no CAN2008, no Gana, Angola e Tunísia voltam a medir forças numa fase final da Taça das Nações Africanas em futebol, quando se defrontarem na próxima segunda-feira, para a primeira jornada do Grupo E, da prova que decorre no Egipto.

Colocadas no grupo E da presente edição, as duas selecções vão reviver as emoções do africano decorrido em terras de Abedi Pelé, cujo resultado final ditou o apuramento de ambas para os quartos-de-final, muito festejado, sobretudo, pelos angolanos, por ser inédito na altura.

Desta partida ainda sobra uma unidade no conjunto nacional, Mateus Galiano, que neste momento capitaneia os Palancas Negras.

Além do avançado do Boavista de Portugal (entrou na segunda parte para o lugar de Maurito), fizeram parte deste desafio Lamá, Marco Airosa (Locó), Kali, Yamba Asha, Rui Marques, André Makanga, Gilberto, Manucho Gonçalves, Flávio e Zé Kalanca (Mendonça).

No histórico entre os dois combinados regista-se um equilíbrio, sendo que a formação do Magrebe possui apenas uma vitória, por sinal “amarga” para os Palancas Negras, por ser numa final, no CHAN (prova reservada a atletas que actuam nos campeonatos internos) do Sudão, em 2011, e por números expressivos (3-0).

Antes, nesta mesma competição, angolanos e tunisinos empataram a um golo, na fase de grupos, resultado que dava esperança à selecção orientada por Lito Vidigal, mas infelizmente a final não saiu a contento.

Embora nunca lograram vencer o rival, os Palancas Negras têm sido um adversário sempre difícil, como aconteceu num amigável em 2008, com a partida a terminar igualada a um golo.

Angola, que participa pela oitava vez no CAN, é a 32ª posicionada do Ranking Africano e 123ª na FIFA, enquanto a Tunísia, que já vai na 19ª presença, é segunda na CAF e 25ª na FIFA.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.