Na zona mista, Cristiano Ronaldo culpou as más condições do relvado para os golos falhados e diz ter mantido a calma durante o encontro pois estava em risco de não participar no jogo da segunda mão caso visse um amarelo.

«Foi culpa da horta. Aquilo não é relva nenhuma (...) Sabia que eles me iam provocar de todas as maneiras, mas tentei ficar calmo todo o jogo para que não levasse um cartão amarelo e não pudesse, assim, jogar a segunda-mão», disse o avançado da seleção nacional.

Quando questionado sobre o gesto menos próprio que havia feito no dia anterior aos adeptos bósnios, Ronaldo lembrou os lasers de que foi alvo: «E os cincos lasers com que levei nos olhos? Ninguém fala nisso. Eu faço um gesto e toda a gente fala. Já estou habituado»

Apesar do empate a zero, o internacional português considera estarem reunidas todas as condições para Portugal seguir para o Euro 2012.

«Se queremos estar no Europeu, temos de assumir o favoritismo. Jogamos em casa e temos melhor equipa. Só temos de o demonstrar em campo», concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.