Raul Meireles conquistou o título mais alto que os jogadores podem ambicionar ao serviço de um clube: a Liga dos Campeões.

A motivação pela conquista fá-lo sonhar agora com o título Europeu de seleções.

«Esse é o sonho de qualquer português, conquistar um título pela seleção. Vou continuar a acreditar nesse sonho», começou por dizer o jogador, numa conferência durante o estágio da Seleção nacional em Óbidos.

Portugal integra aquele que é considerado o “grupo da morte” devido à presença de Alemanha e Holanda, para além da Dinamarca.

Isso não tira motivação ao grupo liderado por Paulo Bento para este Euro 2012, até porque Raúl Meireles lembra que no futebol «não há certezas».

«O nosso grupo é conhecido como o grupo da morte. Agora nós também temos o nosso valor e vamos tentar ir o mais longe possível. Dentro do campo não há favoritos, assim como no futebol não há certezas. Tudo pode acontecer. A questão está em trabalhar muito e encarar cada jogo como uma final», atirou o médio, em conferência de imprensa.

Raúl Meireles é conhecido pelas inúmeras tatuagens que ostenta no seu corpo. Lançado o desafio de fazer mais uma tatuagem caso Portugal seja campeão Europeu, o jogador refere que é uma ideia a ponderar.

«É uma boa ideia. Vou pensar melhor, talvez vá recordar esse feito com uma tatuagem».

Raul Meireles é o único campeão Europeu presente neste grupo de trabalho. O outro que podia estar presente era Bosingwa, um nome que há muito foi riscado da lista de opções de Paulo Bento devido a uma desavença.

Apesar desse facto, o luso-congolês não deixou de desejar «a melhor sorte do mundo» ao seu colega de clube e prometeu estar a torcer pelo melhor da Seleção nacional neste Europeu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.