A Espanha, detentora dos títulos europeu e mundial, e a Alemanha, vice-campeã europeia em 2008 e terceira no Mundial2010, partem como as principais favoritas à conquista do Europeu de 2012, que arranca a 08 de junho.

Na Polónia e na Ucrânia, os espanhóis não se apresentam na máxima força, face às lesões de Puyol e David Villa, mas serão, sem dúvida a seleção a abater, após os categóricos triunfos nas provas realizadas na Aústria/Suíça e na África do Sul.

Por seu lado, a Alemanha, que nas duas últimas grandes competições só vergou perante os espanhóis, chega sem baixas e apenas a necessitar de recuperar psicologicamente os jogadores do Bayern Munique, derrotados em casa na final da “Champions”.

Espanhóis, também vencedores em 1964, e alemães, únicos tricampeões europeus (1972, 1980 e 1996), não são, porém, os únicos candidatos ao cetro, numa 13.ª edição do Europeu, com final marcada para 01 de julho, em que vão estar presentes todas as principais formações do “velho continente”.

A Holanda, finalista do último Mundial e campeã em 1988, é outra das grandes pretendentes, face, sobretudo, a um ataque poderosíssimo, com os melhores marcadores dos campeonatos de Inglaterra (Robin van Persie) e Alemanha (Klaas-Jan Huntelaar).

As históricas Itália (campeã europeia em 1968 e tetracampeã mundial, em 1934, 38, 82 e 2006), França (bicampeã europeia, em 1984 e 2000, e campeã mundial em 1998) e Inglaterra (campeã mundial em 1966) também não podem ser “descartadas”.

Por seu lado, Portugal é, uma vez mais, o “cabeça de série” entre as equipas que nunca ganharam nada, nomeadamente pela presença de Cristiano Ronaldo, claramente a grande figura mediática da competição, sem a “sombra” Lionel Messi.

Entre as restantes seleções, os objetivos não irão além dos “quartos”, sendo que duas delas têm lugar ai garantido, face à composição dos grupos, que colocou no A as formações de Rússia, República Checa e Grécia, junto à anfitriã Polónia.

As duas apuradas deste agrupamento vão, curiosamente, cruzar na corrida às meias-finais com o apelidado “grupo da morte”, o B, que inclui Alemanha, Holanda e Portugal e ainda a Dinamarca, “carrasca” lusa na fase de qualificação.

Se nestes dois grupos é difícil prever quem seguirá em frente, nos outros, os favoritos parecem claros: Espanha e Itália, no C, face a República da Irlanda e Croácia, e França e Inglaterra, no D, no confronto com anfitriã Ucrânia e a Suécia.

A primeira fase do Euro2012 realiza-se de 08 a 19 de junho, enquanto os jogos dos quartos-de-final foram marcados para quatro dias diferentes (21, 22, 23 e 24 de junho). As meias-finais serão a 27 e 28 e a final a 01 de julho, em Kiev.

Para este terceiro europeu em dois países, depois de 2000 (Holanda e Bélgica) e 2008 (Áustria e Suíça), a Ucrânia dá quatro cidades – Kiev (cinco jogos), Donetsk (cinco), Kharkiv (três) e Lviv (três) e a Polónia outras tantas – Varsóvia (cinco), Gdansk (quatro), Poznan (três) e Wroclaw (três).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.