A seleção portuguesa garantiu, esta sexta-feira, um importante triunfo perante o Chipre (4-0) na caminhada para o Euro 2012. Cristiano Ronaldo bisou no encontro, enquanto Hugo Almeida e Danny estabeleceram o resultado final. Com este resultado, Portugal mantém liderança do Grupo H.

Numa partida que começou a um ritmo baixo, Portugal deu o primeiro sinal de perigo apenas aos 12’ minutos de jogo com João Pereira, isolado a passe de Moutinho, a permitir uma defesa fácil ao guarda-redes cipriota, quando podia ter feito melhor.

Com João Moutinho a articular as linhas de comunicação entre os setores de jogo, Portugal começou naturalmente a dominar a circulação de bola, e a chegar com mais perigo à baliza do adversário.

Um remate de Cristiano Ronaldo aos 15’ minutos e um lance de cabeça de Pepe aos 17’ minutos eram sinal de um período positivo na produção da equipa de Paulo Bento. Aos 30’ minutos, na sequência de um canto marcado por João Moutinho,

Portugal esteve perto de marcar o primeiro golo do encontro, mas da confusão gerada na pequena área cipriota não surgiu qualquer golpe fortuito.

E num lance “fortuito” aos 34’minutos, o árbitro italiano, Gianluca Rocchi, assinalou grande penalidade por mão de um defesa cipriota. Chamado à conversão, Cristiano Ronaldo, capitão de Portugal, não desperdiçou a oportunidade e fez o 1-0.

Portugal, a jogar contra dez jogadores devido à expulsão de Dobrašinović, assumiu definitivamente o domínio de jogo e antes do intervalo podia ter dilatado o resultado por intermédio de Hélder Postiga e João Moutinho.

A segunda parte começou com a seleção cipriota a demonstrar vontade em lutar pelo empate, apesar de estar reduzida a dez unidades. Charalambides e Avraam criaram algumas dificuldades no arranque da etapa complementar mas a defesa portuguesa esteve à altura para impedir a reação espontânea dos cipriotas logo após o intervalo.

A resposta portuguesa surgiu então dos pés de Ronaldo, aos 51 minutos, num remate de pé esquerdo a criar algumas dificuldades ao guarda-redes cipriota. Aos 56’ minutos, Fábio Coentrão tirou tinta ao poste esquerdo do Chipre, num remate forte e bem colocado à entrada da grande área.

Paulo Bento tirou Ruben Micael, e lançou em jogo Miguel Veloso aos 63’ minutos de jogo. Portugal continuou a ter posse de bola mas a qualidade de jogo caiu abismalmente. A equipa do Chipre, encostada na sua área defensiva, não permitia grande mobilidade a Hélder Postiga e Paulo Bento foi obrigado a tirar o ex-jogador do Sporting, lançando em jogo Hugo Almeida aos 76’ minutos.

Quando tudo apontava para um resultado escasso, Cristiano Ronaldo resolveu acabar com as dúvidas no marcador e aos 82’ minutos, numa jogada individual, fez o 2-0, respondendo às provocações vindas das bancadas, que assentavam basicamente num nome: Lionel Messi.

Com o 2-0, Portugal reconquistou confiança e foi com naturalidade que dilatou a vantagem. Hugo Almeida, aos 84’ minutos, só teve de encostar o esférico após excelente trabalho na esquerda de Cristiano Ronaldo.

Já nos descontos, Danny fez o 4-0 e fixou o resultado final, numa exibição pálida da seleção portuguesa em Nicósia. Com este resultado, Portugal mantém a liderança do Grupo H da fase de qualificação para o Euro 2012.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.