Gilberto Madaíl evitou pronunciar-se sobre a polémica mais recente na Seleção Nacional, entre Bosingwa e Paulo Bento.

O jogador do Chelsea assumiu hoje estar «ofendido» com o selecionador por este ter considerado que ele tem menos capacidades mentais e emocionais do que os jogadores que têm sido chamados para o seu lugar, como são os casos de João Pereira e Sílvio.

«São opções técnicas, nunca interferimos nas escolhas do selecionador. O Bosingwa tem sido um grande jogador, mas quem tem a opção de o convocar ou não é o selecionador nacional», afirmou o presidente da Federação Portuguesa de Futebol à Antena 1.

Confrontado com a especial dureza das palavras de Bosingwa, que questionou o trajeto de Paulo Bento enquanto jogador da Seleção, Madaíl deixou escapar um lamento, pelo potencial desestabilizador das palavras: «É a opinião do Bosingwa e há que aceitar, embora não seja muito agradável haver uma entrevista destas na véspera de um jogo tão importante. Mas certamente que isso não vai afetar o desempenho da Seleção».

O líder da FPF sublinhou ainda que no seio da seleção existe um «excelente ambiente», depois de ter jantado na segunda-feira com a comitiva em Óbidos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.