Um golo de grande penalidade marcado a dois minutos do fim manteve hoje a Noruega no topo do grupo H de qualificação para o Europeu de futebol de 2012, assegurando a sofrida vitória por 1-0 na receção à Islândia.

O guarda-redes Magnusson, um dos principais responsáveis pelo “nulo” a que a Noruega ficou reduzida até aos 88 minutos, cometeu falta desnecessária sobre o veterano Carew, que tinha entrado pouco antes, e Abdellaoue não teve dificuldade em concretizar o castigo máximo.

A Noruega isolou-se no comando do agrupamento, com 13 pontos, mais três do que Portugal, que está a defrontar o Chipre, e do que a Dinamarca, que folga na jornada de hoje, enquanto a Islândia permanece no último lugar, com apenas um ponto conquistado.

A Islândia colocou a Noruega em sentido logo nos minutos iniciais, com o guarda-redes Jarstein a evitar que os anfitriões entrassem no encontro em desvantagem, mas, progressivamente, os noruegueses instalaram-se no meio campo adversário.

Apesar do domínio territorial e depois de um desvio de Sigurdsson para a barra da própria baliza, aos cinco minutos, a Noruega só voltou a criar perigo perto do intervalo, aos 40, com um remate de Tettey que Magnusson defendeu a custo.

A Noruega acertou finalmente no alvo aos 50 minutos, mas o golo foi bem invalidado por fora-de-jogo de Hangeland, e pouco depois valeu aos islandeses a boa intervenção de Magnusson, que desviou para canto o remate de Parr.

Aos 68 minutos, foi o poste que deteve o remate de Tettey à entrada da área e a Noruega só chegou ao golo aos 88, através de uma grande penalidade concretizada por Abdellaoue, a castigar falta de Magnusson na sua área sobre o recém-entrado Carew, que deveria ter valido o segundo cartão amarelo ao guarda-redes islandês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.