O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, reagiu hoje com ironia à decisão do Ministério Público em deduzir acusação contra cinco jogadores do clube, questionando se o treinador brasileiro Luiz Felipe Scolari também teria sido acusado.

«Não faço ideia se o Ministério Público fez o mesmo em relação ao soco de Scolari ou de diversas agressões públicas. Não quero comentar essa notícia», disse Pinto da Costa, em declarações transmitidas pelas rádios TSF e Rádio Renascença.

Pinto da Costa reportava-se ao incidente protagonizado por Scolari, na altura selecionador de Portugal, durante o encontro com a Sérvia, disputado em 12 de setembro de 2007 no Estádio José Alvalade, em Lisboa, em que este agrediu o jogador sérvio Dragutinovic, tendo sido suspenso na altura pela UEFA por quatro jogos.

Esta foi a forma de Pinto da Costa reagir à notícia da decisão do Ministério Público em deduzir acusação a cinco jogadores do clube "azul e branco", Hulk, Sapunaru, Fucile, Cristian Rodriguez e Helton, pelas agressões a dois seguranças no túnel do Estádio da Luz, a 20 de dezembro de 2009.

O dirigente portista não quis prestar mais qualquer comentário, posição também assumida pelo clube, que não quer comentar o caso.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.