O antigo internacional português Jaime Pacheco, que disputou o Euro1984, acredita que Portugal conseguirá qualificar-se para os quartos de final do Euro 2012, apesar de estar num grupo que inclui «duas das melhores seleções da Europa».

«Portugal passar à segunda fase do Europeu é uma coisa simplesmente natural e normal. Temos grandes futebolistas», disse Jaime Pacheco à agência Lusa, em Pequim, onde desde há ano e meio orienta a equipa local, o Beijing GuoAn.

O antigo jogador realça, contudo, que o grupo de Portugal, com a Alemanha, a Holanda e a Dinamarca, «é muito difícil».

«Estão ali as três melhores seleções da Europa. Se Portugal passar a primeira fase, será um dos mais sérios candidatos ao título», afirmou.

Recordando a primeira presença de sempre de Portugal numa fase final de um europeu, há 28 anos, em 1984, Jaime Pacheco conta que «as expetativas não eram as mais positivas».

«O apuramento foi muito difícil, Só a nossa presença no Euro valia mais do que tudo», disse, aludido a uma qualificação garantida no último jogo, frente à União Soviética, que Portugal derrotou por 1-0, na Luz.

Não se esperava muito, mas a formação das “quinas” acabou por surpreender: «Apresentámos um futebol de grande qualidade e foi por questão de segundos que não conseguimos ir à final».

Portugal foi eliminado nas meias-finais, ao perder por 3-2 com a anfitriã França, que viria a ganhar a prova, isto depois de ter estado a ganhar por 2-1 já em pleno prolongamento, com um “bis” de Jordão, servido por Chalana.

Nascido em 1958, Jaime Pacheco orgulha-se de ter pertencido a uma «geração inesquecível».

O antigo jogador tem, porém, um lamento, que se estende do período em que era jogador até à atualidade. «Portugal continua a não valorizar o que é seu e tem pouca auto-estima», disse à Lusa Jaime Pacheco, acreditando, no entanto, que a seleção lusa pode voltar a fazer história: «Se Portugal jogar aquilo que é normal jogar, pode fazer um brilharete».

Jaime Pacheco começou a treinar o Beijing GuoAn no início de 2011. Na primeira época na China, concluída em novembro passado, obteve o segundo lugar e qualificou-se para a Liga dos Campeões Asiáticos.

Um dos principais jornais desportivos chineses considerou Jaime Pacheco "o treinador do ano na China".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.