Poznan, com “energia do este e estilo de leste”, é uma das cidades mais antigas da Polónia e vai acolher três jogos do Campeonato da Europa de futebol de 2012, que o país organiza conjuntamente com a Ucrânia.

Situada na margem do rio Varta, é uma das maiores e mais antigas cidades polacas, detém um importante nó ferroviário, a meio caminho entre a capital Varsóvia e Berlim, e afirma-se como um dinâmico centro empresarial, académico e cultural.

Poznan é a capital da província (Voivodina) da Grande Polónia, onde, em Opalenica, vai ficar instalado o “quartel-general” da seleção portuguesa durante a competição, e tem na Stary Rynek (Praça do Mercado), com as suas casas coloridas de dois andares do século XVI, uma das suas maiores atrações turísticas.

É neste espaço central que se pode observar um curioso momento, diariamente, às 12:00, quando duas cabras mecanizadas surgem no topo do Museu Histórico, ao ritmo das badaladas, e batem com os chifres uma na outra.

Este monumento invoca uma lenda em que um cozinheiro, depois de ter queimado um assado, tentou substituir uma refeição oficial com duas cabras, que acabaram por escapar.

Outra referência é o Castelo Imperial, que foi construído no século XX para servir de residência para Hitler – apesar de o ditador alemão nunca lá ter entrado – e agora acolhe um centro cultural e artístico.

Entre janeiro e fevereiro de 1945, em plena II Guerra Mundial, o exército vermelho bateu-se contra os ocupantes alemães, naquela que ficou conhecida como a Batalha de Poznan. Os confrontos pelo domínio da cidade terminaram com a “vitória” soviética, após a destruição de cerca de 90 por centro do centro urbano e a morte de aproximadamente 17 mil pessoas.

Um dos principais acontecimentos da história “recente” de Poznan ocorreu a 27 e 28 de junho de 1956, durante a fase de reconstrução, quando a cidade assistiu a uma série de protestos e greves de trabalhadores da metalúrgica Cegielski contra as políticas comunistas do governo, que foram reprimidos pelas forças policiais, provocando 67 mortos.

No que respeita ao Estádio Municipal, tem 40 mil lugares coberto e é “casa” do Lech Poznan e do ‘secundário’ Warta Poznan, tendo sido alvo de obras de renovação, que custaram cerca de 180 mil euros. A inauguração foi a 20 de setembro de 2010, com um concerto do britânico Sting.

O azul, cor do principal clube e da cidade, é o tom predominante das cadeiras do recinto, que vai receber três jogos do Grupo C.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.