A seleção portuguesa de futebol, com todos os jogadores disponíveis, realizou hoje o treino de adaptação ao problemático relvado do Estádio Bilino Polje, num apronto em que Cristiano Ronaldo foi perseguido por um ponteiro laser.

Nos primeiros 15 minutos do treino que foram abertos à comunicação social, enquanto realizava os exercícios de aquecimento, o capitão de Portugal foi constantemente incomodado por um ponteiro laser verde que vinha de fora de recinto, de um dos prédios junto do estádio.

Dos andares mais altos do edifícios que estão à volta do Bilino Polje é possível ter uma vista completa do relvado, devido à pouca altura das bancadas.

Além do ponteiro laser, Cristiano Ronaldo também voltou a ouvir, desta vez ao longe, o nome do argentino Leonel Messi, cantado por dezenas de adeptos bósnios que se juntaram também no exterior do estádio.

Antes da comunicação social abandonar as bancadas, a seleção comandada por Paulo Bento realizou os habituais exercícios de aquecimento, com e sem bola, num relvado que, em certas partes, parece ter mais areia do que relva. As duas grandes áreas são as zonas mais problemáticas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.