O “capitão” da seleção portuguesa de futebol, Cristiano Ronaldo, assumiu hoje ter decidido marcar a quinta grande penalidade no desempate frente da meia-final do Euro2012 frente à Espanha.

«São decisões. Lembro-me que com o Real Madrid fomos a ‘penaltis’ com o Bayern, marquei o primeiro e falhei. Com Portugal, decidi marcar o quinto, mas tudo podia acontecer. Perguntam porque não marquei o primeiro, porque não o segundo ou o terceiro…São decisões, sensações. As grandes penalidades são uma lotaria. Às vezes não ganha a melhor equipa. A minha decisão foi ser o quinto a marcar», afirmou o avançado, em declarações a uma estação televisiva tailandesa, reproduzidas no sítio do Real Madrid na Internet.

Portugal foi eliminado nas meias-finais do Euro2012 pela Espanha, que viria a sagrar-se bicampeã da Europa, ao perder por 4-2 no desempate através de grandes penalidades, após o nulo nos 90 minutos regulamentares e no prolongamento, e Ronaldo nem chegou a ter oportunidade para marcar a última grande penalidade.

Na mesma entrevista, concedida durante as suas férias na Tailândia, o avançado português enalteceu a conquista da Liga espanhola na última época.

«O meu melhor momento no Real Madrid foi quando vencemos a Liga. A Liga mais difícil do Mundo, na minha opinião. Além disso, com um ‘rival’ muito forte como é o FC Barcelona, e vencemos com nove pontos de vantagem sobre eles. Foi fantástico», sublinhou Cristiano Ronaldo, acrescentando que se recorda de ter marcado 46 golos no campeonato, mas não se lembra de quantos marcou em todas as competições.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.