O lance da final do Euro2016 que acabou por obrigar Cristiano Ronaldo a sair do relvado devido a lesão continua a dar que falar pelo facto de o árbitro Mark Clattenburg não ter assinalado qualquer falta ou mostrado cartão amarelo a Dimitri Payet.

Em declarações ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, Pierluigi Collina, responsável máximo pela arbitragem da UEFA, considera que deveria ter sido sancionado falta, embora não houvesse intenção de lesionar o internacional português.

"A entrada de Payet foi falta. Se era merecedora de cartão amarelo, é discutível. Mas pela dinâmica do lance – joelho contra joelho – foi acidental. Foi um episódio infeliz, Payet não quis magoar Ronaldo", afirmou Collina.

"Introduzimos uma importante inovação que foi saber os esquemas das equipas e as características técnicas dos jogadores, importante para prever situações que podem apanhar os árbitros de surpresa e induzi-los em erro", acrescentou ainda o antigo árbitro italiano sobre a introdução de métodos de trabalho para melhor as arbitragens durante o Campeonato da Europa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.