Vicente Del Bosque, antigo selecionador espanhol, explicou a chamada de Iker Casillas para o Europeu de 2016, de resto a última vez que o guarda-redes do FC Porto foi convocado para representar Espanha.

O guardião dos 'dragões', contudo, nunca chegou a ser utilizado, cabendo a De Gea defender a baliza da Roja. n

"Não me arrependo de o ter levado ao Euro'2016. Não tenho de perguntar a alguém se quer vir só se for para jogar, chamo os jogadores e depois decido. Mesmo sendo suplente não deixou de ser importante, muitas vezes é quem sai do banco que te dá a vitória. Creio que levar Iker para estar no plantel foi a decisão correta", justificou Del Bosque, em entrevista à TV3.

"Não posso passar a vida a dar justificações. Fiz o que achei que devia ser feito, sem qualquer desprezo por Casillas. Nem o meu filho tratei como tratei Casillas", acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.