Em 2004, João Mário tinha apenas 11 anos mas lembra-se bem da alegria vivida durante o Europeu realizado em Portugal e a tristeza pela derrota na final com a Grécia. Nessa altura, Portugal era o anfitrião e favorito à vitória, um papel que cabe agora à França para a final do próximo domingo.

Na conferência de imprensa realizada esta sexta-feira, em Marcoussis, o médio português confessou a vontade de imitar a proeza grega. "Jogar uma final em França contra a França será uma festa muito bonita. Eu era muito novo em 2004 e lembro-me da alegria muito grande. Infelizmente não conseguimos vencer a final e esperamos agora estragar a festa à França", afirmou o internacional português.

Convidado a recordar o dia dessa final com a Grécia, João Mário assumiu que ainda não pensava então que estaria um dia prestes a disputar uma outra final de um Europeu pela Seleção Nacional.

"Era muito novo. Estava no Porto com uma família amiga a assistir. Foi extremamente bonito. Era muito novo para pensar na Seleção, apesar de já competir. Fui sempre acreditando. O ano passado tive a felicidade de jogar uma final no Europeu de sub-21 e este ano espero ter outra vez a felicidade", afiançou.

Enquanto jovem de 23 anos, João Mário realça o sucesso da mistura com a experiência. "A Seleção é um misto de muita juventude com alguma experiência. É a mistura perfeita. Foi isso que nos levou a chegar à final. Para estarem cá jogadores novos é preciso oportunidades e o selecionador deu essas oportunidades. Nós só temos de as aproveitar", esclareceu.

Portugal joga a final do Euro2016 no próximo domingo contra a França, no Stade de France, às 21h00 (20h00 em Portugal continental).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.