O internacional português do Bayern Munique revelou, em declarações à revista Sábado, alguns dos pormenores que fizeram da sua adaptação à Seleção Nacional um momento especial, mas mostrou-se magoado com a forma como tentaram atacá-lo através da sua idade.

"Certas pessoas faltaram ao respeito ao nosso grupo e treinador. No Benfica todos temos redes sociais e televisão em casa, e ouvimos aquilo diariamente. Todos os jogadores veem as notícias e pensam. Refletem", começou por dizer Renato Sanches sobre a polémica em torno da sua idade.

"Claro que esses comentários me fartaram, mas sempre pensei assim: no futebol nem tudo é bom. Há aqueles que gostam e os que não gostam. Há quem diga que o Ronaldo ou o Messi não jogam nada. São gostos. Claro que farta tu acordares de manhã e veres mais uma vez que o Renato não tem 18 anos, afinal tem 23 ou 25. Cresci em Portugal, estou há 10 anos no Benfica, como é que vou ter 25 anos? Não tem lógica o que certas pessoas falam", acrescentou Renato Sanches.

O antigo jogador do Benfica contou ainda como foi bem recebido por todos no seio da Seleção Nacional e elogiou os seus companheiros na sua adaptação.

"Cheguei um bocado reservado, não sabia o que me esperava. Depois os meus colegas meteram-me à vontade. Quaresma, Eliseu, William... são pessoas com quem falo. O Ronaldo também perguntava se estava tudo bem. Foram pessoas que ajudaram", afirmou Renato Sanches.

Questionado sobre as expectativas que levou para França, o jovem jogador português assumiu que o título é um dos objetivos mas que há que trabalhar muito para alcançar a próxima fase do Europeu 2016.

"Claro que há expectativas. É dar o nosso melhor, trabalhar e tentar chegar o mais longe, etapa a etapa", frisou Renato Sanches.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.