Ricardo Carvalho quer corrigir os erros do passado e dar o tão desejado título internacional a Portugal. O defesa central é, a par de Cristiano Ronaldo, os únicos jogadores da atual seleção de Portugal que estavam na final do Euro2004, perdida para a Grécia. Olhando para trás, o veterano defesa admite que talvez tenha havido confiança a mais.

"Chegou a hora de falar dessa final. Até agora estivemos concentrados no nosso trabalho e em afinar a equipa. Ninguém falou disso -, às vezes, alguém fazia um comentário – mas agora chegou o momento de recordar e aprender com os erros que cometemos", contou Ricardo Carvalho ao jornal espanhol ´As`.

Questionado sobre que erros seriam esses, o defesa falou em confiança a mais por Portugal jogar em casa na altura.

"Muita coisa, quem sabe um excesso de confiança porque jogávamos em casa, tínhamos eliminado equipa como a Espanha e a Holanda e o adversário era a Grécia. A verdade é que bloqueámos e nunca estivemos confortáveis nesse jogo. Agora temos a oportunidade de ganhar uma competição que perdemos de forma dolorosa. Mas isso é passado e agora temos de viver o presente", sublinhou o defesa central.

Ricardo Carvalho disse ainda que a caminhada de Portugal rumo a final do Euro2016, feita de muito sacrifício, fez a equipa crescer e ficar mais coesa.

"Sofremos para chegar a esta final. Tivemos jogos com prolongamento, noutro ganhámos nos penalties, e isso amadureceu-nos. Sempre soubemos que iria ser difícil e sempre respeitámos os nossos adversários", atirou, antes de deixar elogios a Fernando Santos sobre a abordagem ao jogo com a França.

"Fez-nos ver que, se queremos ganhar a final, temos que jogar melhor e fazer a melhor exibição do torneio", comentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.