Cristiano Ronaldo e Antoine Griezmann vão liderar as seleções de Portugal e França na final do Euro2016 de futebol, culminando um torneio no qual o francês se destacou e o português igualou um recorde com 32 anos.

Os dois avançados, que rivalizam em Espanha, ao serviço de Real Madrid e Atlético de Madrid, têm embate marcado para domingo, no Stade de France, em Saint-Denis, onde portugueses e gauleses vão lutar pela conquista do troféu europeu de seleções, cerca de mês e meio depois de os dois jogadores também terem disputado o cetro continental de clubes.

Ronaldo, de 31 anos, é um dos totalistas de Portugal no Euro2016, somando 600 minutos nos seis jogos disputados - dois dos quais (Croácia e Polónia) com direito a prolongamento - tendo anotado três golos e feito duas assistências.

Depois de ter ficado em ‘branco' nas duas primeiras jornadas do Grupo F, inclusive falhando uma grande penalidade na partida com a Áustria, o ‘capitão' da seleção portuguesa soltou o ‘ketchup' frente à Hungria, apontando dois tentos e fazendo uma assistência para Nani, no empate 3-3.

Sem conseguir ‘faturar' nos ‘oitavos’ e nos quartos de final, com Croácia e Polónia, Ronaldo voltaria a emergir na meia-final com o País de Gales (2-0), inaugurando o marcador, num cabeceamento que ‘correu mundo', e assistindo, ainda que involuntariamente, Nani para o segundo tento.

Além de se ter tornado o jogador com mais jogos em fases finais de campeonatos da Europa, o avançado luso alcançou, diante dos galeses, mais um recorde na carreira, ao igualar o francês Michel Platini como melhor marcador de sempre em Europeus, com nove golos.

Por seu lado, Antoine Griezmann é, aos 25 anos, a principal figura da seleção francesa, contabilizando 435 minutos no Euro2016, divididos pelos seis jogos em que participou e nos quais apontou seis golos e fez duas assistências.

O avançado do Atlético de Madrid ascendeu à condição de melhor marcador da prova, após ter superado uma estreia pouco auspiciosa na vitória sobre a Roménia (2-1), que, inclusivamente, fê-lo perder um lugar no ‘onze' no jogo seguinte, frente à Albânia.

Apesar da condição de suplente com os albaneses, Griezmann saltou do banco e inaugurou o marcador aos 90 minutos, antes de se afirmar claramente como um dos destaques deste Europeu, nos oitavos de final, operando a reviravolta francesa diante da República da Irlanda (2-1).

Na eliminatória seguinte, o avançado gaulês voltaria a deixar a sua ‘marca', com um tento na goleada à Islândia (5-2), o mesmo acontecendo na meia-final, na qual apontou o segundo ‘bis' na competição e ajudou a França a eliminar a campeã mundial Alemanha (2-0).

Com os dois tentos aos alemães, o avançado do Atlético de Madrid elevou a contagem na fase final para seis, o melhor registo individual desde os nove de Platini em 1984.

Por outro lado, Ronaldo e Griezmann vão defrontar-se pela quinta vez esta época - a segunda a nível de seleções -, tendo o avançado francês levado a melhor em duas delas e ‘cedido’ dois empates nas restantes, uma das quais a final da Liga dos Campeões, que foi ganha pelo Real Madrid, de Cristiano Ronaldo.

Em setembro do ano passado, Griezmann participou no triunfo da seleção gaulesa sobre Portugal, num particular disputado no Estádio de Alvalade (1-0), e exatamente um mês depois viu o ‘seu' Atlético de Madrid empatar 1-1 com o rival ‘merengue', num encontro da Liga espanhola no qual falhou uma grande penalidade.

Contudo, Griezmann voltaria a superar Cristiano Ronaldo, na partida da segunda volta do campeonato, apontando o único golo da vitória ‘colchonera' no Santiago Bernabéu (1-0).

No final de maio deste ano, e a poucas semanas do arranque do Euro2016, os dois clubes de Madrid encontraram-se na final da Liga dos Campeões, em Milão, numa decisão em que Cristiano Ronaldo e Griezmann ficaram aquém das expetativas, sendo que o jogador francês acabou mesmo por falhar novo penálti, logo no início da segunda parte

Após o 1-1 registado no final do prolongamento, os dois jogadores acabaram por concretizar os respetivos remates no desempate por grandes penalidades, cabendo a Cristiano Ronaldo apontar o tento decisivo, que ajudou o Real Madrid a sagrar-se campeão europeu pela 11.ª vez na história.

Portugal e França disputam a final do Euro2016, no domingo, a partir das 21:00 locais (20:00 em Lisboa), no Stade de France, em Saint-Denis, num encontro que será dirigido pelo inglês Mark Clattenburg.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.