O presidente da UEFA disse na quinta-feira não ter dúvidas de que o Euro2020 de futebol, adiado para 2021, devido à pandemia de covid-19, vai acontecer na data prevista, mas admite que se poderá disputar em apenas um país.

O Euro2020, no qual Portugal vai defender o título conquistado em 2016, em França, está previsto jogar-se em 12 cidades de outros tantos países europeus, entre 11 de junho e 11 de julho de 2021.

“Estamos absolutamente certos de que vai ser realizado, mas poderia jogar-se em 11, oito, cinco ou em apenas um país”, disse Aleksander Ceferin, em declarações ao canal #Vamos, acrescentando que “a única questão está relacionada com a limitação de espetadores, ou seja, estádios lotados ou sem adeptos”.

Sobre a atual situação económica do futebol, o dirigente esloveno não tem dúvidas de que “ou a pandemia acaba ou o resultado pode ser um desastre absoluto”.

O adiamento do Euro2020 permitiu que as competições europeias de clubes, como a Liga dos Campeões e a Liga Europa, assim como os principais campeonatos nacionais, pudessem ser concluídos à porta fechada.

A 16.º edição do campeonato de Europa vai ser disputada em Roma, onde deverá ter início a prova, Londres, Amesterdão, Baku, Bilbau, Bucareste, Budapeste, Copenhaga, Dublin, Glasgow, Munique e São Petersburgo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.