O Governo italiano manifestou-se hoje disponível junto da federação para estudar soluções que permitam a presença de público no Estádio Olímpico de Roma, nos encontros do Euro2020 de futebol, adiado para 2021, devido à pandemia de COVID-19.

“Agradeço ao ministro da Saúde, Roberto Speranza, por nos ter informado que confiou ao Comité Técnico Científico (CTS) a tarefa de encontrar as melhores soluções que permitam a presença de público no Estádio Olímpico de Roma, em junho, por ocasião do próximo Campeonato da Europa", disse Gabriele Gravina, citado em comunicado oficial divulgado pela federação italiana de futebol (FIGC).

O presidente da federação frisou que neste “momento tão difícil, a vontade de Itália em participar neste evento foi claramente confirmada, dando confiança à FIGC".

O Estádio Olímpico de Roma sediará, em junho próximo, as três partidas da seleção transalpina do grupo A, diante da Suíça, Turquia e País de Gales, e ainda um duelo dos quartos de final.

A presente edição da Liga italiana disputou-se sem adeptos, desde outubro do ano passado, como medida de precaução para evitar o risco de contágio pelo novo coronavírus.

Só entre o início e o final de outubro de 2020 foi permitida a entrada de um pequeno número de adeptos nos estádios, com um máximo de 1.000 pessoas, mas o agravamento da pandemia de covid-19 levou as autoridades a recuarem, encerrando as bancadas ao público.

O Campeonato da Europa de 2020, previsto para o verão do ano passado, foi adiado para o período entre 11 de junho e 11 de julho de 2021, devido à pandemia de covid-19.

Portugal, que defende o título, estreia-se no Grupo F frente à Hungria, em Budapeste, em 15 de junho, defrontando, depois, a Alemanha, em Munique, no dia 19, e a França, atual campeã do mundo e vice-campeã da Europa, em 23 de junho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.