O guarda-redes Anthony Lopes falhou hoje o primeiro treino da seleção portuguesa de futebol em Budapeste, de preparação para o Euro2020, uma sessão marcada pela homenagem ao antigo internacional luso Neno, que morreu na quinta-feira.

Antes do campeão europeu em título dar início ao primeiro apronto no Estádio Illovszky Rudolf, a comitiva lusa, incluindo o presidente da FPF, Fernando Gomes, homenageou o ex-guarda-redes, que morreu aos 59 anos, com os guardiões Rui Patrício, Anthony Lopes e Rui Silva a erguerem uma camisola com o nome de Neno estampado.

Depois da uma forte salva de palmas em homenagem a Neno, o guarda-redes do Lyon, que já tinha estado ausente da última sessão realizada em solo luso, na Cidade do Futebol, em Oeiras, deixou o relvado para, aparentemente, prosseguir com a recuperação à lesão.

Nos primeiros 15 minutos abertos à comunicação social, o grupo de 25 atletas realizou exercícios com e sem bola, sob o olhar atento do selecionador luso, Fernando Santos.

Portugal, que é o detentor do troféu, integra o grupo F do Euro2020, juntamente com Hungria, Alemanha e França, tendo estreia marcada na competição para terça-feira, diante dos húngaros, em Budapeste, antes de defrontar os germânicos, em 19 de junho, em Munique, e os franceses, em 23 de junho, novamente na capital magiar.

O Euro2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia de covid-19, realiza-se em 11 cidades de 11 países diferentes, entre hoje e 11 de julho.

Acompanhe as notícias e reportagens do Euro 2020 no Especial do SAPO Desporto

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.