O português Cristiano Ronaldo pode tornar-se na terça-feira o primeiro jogador a participar em cinco fases finais do Europeu, caso seja utilizado face à Hungria, em Budapeste, na estreia lusa no Euro2020.

Dos 17 jogadores com quatro presenças à partida para a prova que começou na sexta-feira, o ‘capitão’ da seleção das ‘quinas’, de 36 anos, é um dos quatro ainda em atividade, mas, entre esse quarteto de veteranos, é o único convocado para o próximo campeonato da Europa.

O jogador da Juventus, que esteve em todos os Europeus desde 2004, poderia não ser o único, mas Zlatan Ibrahimovic, que decidiu regressar à seleção sueca este ano e já esteve em dois jogos de apuramento para o Mundial de 2022, lesionou-se.

Ibrahimovic, avançado do AC Milan de 39 anos, não vai, assim, poder acompanhar Ronaldo no Euro2020, ele que, como o português, também marcou presença nas últimas quatro edições.

Os outros dois jogadores ainda em atividade já há muito que não representam as respetivas seleções, nomeadamente o guarda-redes italiano Gianluigi Buffon, de 43 anos, e o avançado alemão Lukas Podolski, de 36.

Buffon, que é companheiro de equipa de Ronaldo na Juventus - equipa na qual também jogou Ibrahimovic -, já não alinha na ‘squadra azzurra’ desde 2017, enquanto Podolski, que milita nos turcos do Antalyaspor, está fora da ‘mannschaft’ desde 2017.

Sem oposição, Cristiano Ronaldo vai, assim, somar mais um recorde em Europeus, numa altura em que lidera destacado no número de jogos (21) e divide com o francês Michel Platini o comando da tabela dos melhores marcadores, com nove golos.

Ainda ‘miúdo’, com 19 anos, Cristiano Ronaldo foi chamado para o Euro2004 pelo brasileiro Luiz Felipe Scolari, que o utilizou como suplente utilizado nos dois primeiros encontros e o promoveu à titularidade, que não mais perdeu, ao terceiro jogo.

O técnico ‘canarinho’ voltou a chamá-lo para o Europeu de 2008, ao qual chegou depois de se sagrar campeão europeu de clubes pelo Manchester United e numa altura em que já era mais do que indiscutível no ‘onze’ luso.

Desta forma, e já jogador do Real Madrid, foi, obviamente, chamado para o Euro2012, por Paulo Bento, e para o Euro2016, por Fernando Santos, que voltou a chamar o agora jogador da ‘Juve’ para o Euro2020, adiado para 2021 devido á pandemia da covid-19.

Mal comece o encontro com a Hungria, em Budapeste, marcado para terça-feira, pelas 18:00 locais (17:00 em Lisboa), Cristiano Ronaldo, com toda a certeza titular, vai, assim, somar mais um registo ímpar na história do futebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.