A Organização Mundial de Saúde (OMS) apontou hoje para a subida de casos de covid-19 à escala global relacionados com grandes eventos desportivos, como o Euro2020 e a Copa América de futebol, ou o torneio de ténis de Wimbledon.

“Temos todos visto as imagens das zonas dos fãs, as pessoas a celebrar nas ruas, fora dos estádios. E isto é um risco massivo”, alertou a responsável técnica da OMS para a pandemia, Maria Van Kerkhove, num encontro com internautas nas redes sociais.

Ainda assim, a responsável, tal como Mike Ryan, diretor de emergências sanitárias da OMS, destacou que o problema não são os eventos oficiais, mas sim os encontros paralelos às grandes provas desportivas.

“O problema que temos visto nas últimas semanas em muitas partes do mundo não está diretamente associada ao acontecimento, mas sim com o que se passa depois do mesmo”, lançou Ryan.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.980.935 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 183,7 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela agência France Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.112 pessoas e foram registados 889.088 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, a Índia ou a África do Sul.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto