Os distúrbios em Wembley antes da final do Euro2020 do último domingo poderiam ter levado a que o Itália-Inglaterra não se realizasse.

Quem o afirma é  Jane Connors, responsável da Polícia Metropolitana londrina, que em conferência de imprensa defendeu a intervenção dos agentes que, considera, evitaram males maiores.

"Não tenho dúvida que a pronta intervenção evitou que a situação escalasse. Não aceito que se diga que a operação policial e defendo as decisões difíceis feitas pelos agentes. Sem a sua intervenção imediata, era possível que o jogo não se tivesse realizado", disse, citada pela Sky Sports.

Connors deu conta ainda de 19 polícias feridos na sequência dos incidentes, bem como da detenção de 54 pessoas por disturbios, 26 das quais na zona circundante a Wembley.

A polícia londrina garante ainda que irá analisar os eventos de domingo e tirará as ilações necessárias.

"As cenas feias em Wembley na noite de domingo serão analisadas pela Federação Inglesa e pela polícia. Onde existirem lições a ser retiradas, trabalharemos com parceiros para assegurar que jogos futuros não serão perturbados por um grupo de hooligans alimentados por álcool"

Saiba tudo sobre o Euro2020: fotos, vídeos, infografias, notícias e reportagens

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.