A Europeu de futebol de 2020, cuja eliminatória terminou na terça-feira, promete ser um torneio à altura do grande número de estrelas e equipas participantes, mas, até lá, o centro das atenções estará na sua complexa organização, com doze países sedes, e um sorteio a 30 de novembro que se apresenta como um quebra-cabeças.

Estão todos convidados

A edição de 2016 do Europeu de futebol foi marcada pela ausência da Holanda, um das grandes potências do continente. Mas em 2020, todas as maiores seleções da Europa estarão presentes, algumas delas após realizarem eliminatórias perfeitas.

Bélgica e Itália, por exemplo, venceram as suas dez partidas. Algo já esperado dos 'Diabos Vermelhos' liderados por Eden Hazard, semi-finalistas da última edição do Mundial de Futebol, mas surpreendente para a Itália do técnico Roberto Mancini, que vem ressuscitando a 'Azzurra' após ficar de fora do Mundial'2018.

O técnico Ronald Koeman realizou a mesma proeza com a Holanda, a outra grande ausente do Mundial russo, e construiu uma equipa rejuvenescida e atraente com jogadores como Frenkie De Jong, Mathijs De Ligt e Virgil Van Dijk.

Também estará na Euro'2020 Harry Kane, melhor marcador das eliminatórias (12 gols) e que tentará ajudar a Inglaterra a conquistar o seu primeiro título europeu, sendo que a final será em Wembley.

A Alemanha, a Espanha, a França, atual campeã do mundo, também terminaram brilhantemente as suas eliminatórias, embora nem todas serão cabeças de chave no sorteio. Portugal, que defenderá o título europeu,sofreu até a última mas garantiu que estará na defesa do título.

Cristiano Ronaldo e companhia não terão vida fácil

De fato, a distribuição dos grupos, confirmada esta quarta-feira pela UEFA, promete duelos fascinantes na fase de grupos.

A França, por exemplo, estará no segundo pote e, pelas regras do sorteio, sabe que terá pela frente a Espanha em Bilbao, a Itália em Roma, a Alemanha em Munique ou a Inglaterra em Londres.

Complicado para os campeões do mundo... embora sempre poderia ser pior. É o caso de Portugal, que estará no terceiro pote do sorteio, o que poderá significar um 'grupo da morte' ao lado de França e da Espanha e uma quarta seleção, que será conhecida após um play-off, em março.

Regras polémicas

As regras do sorteio idealizado pela UEFA para este primeiro torneio organizado em 12 países permite a composição prévia de alguns grupos. Uma situação inédita que de lugar à críticas.

Cada grupo jogará em duas cidades pré-determinadas e as seleções desses países estarão necessariamente nestes grupos, caso tenham conseguido o apuramento para a competição.

É o caso do grupo B, cujas sedes serão Copenhaga e São Petersburgo. Isso significa que neste grupo, estarão Dinamarca e Rússia, ambas qualificadas, e o cabeça-de-série será a Bélgica, devido ao fato de a Ucrânia, outra equipa do primeiro pote que não tem cidade sede, não poder defrontar os russos por motivos diplomáticos e de segurança.

Assim, sabe-se também que a Ucrânia fará parte do grupo C, com sede em Amsterdão e Bucareste.

O fato da Bélgica já conhecer dois dos seus três adversários da primeira fase antes mesmo da realização do sorteio "é um escândalo, uma espécie de falsificação da competição", acusou a televisão flamenga TVM.

O selecionador da França, Didier Deschamps, também alertou: "Vendo como está organizado o sorteio com o aspecto geográfico, será cómico".

Play-off e outras curiosidades

É curioso conhecer-se praticamente a composição inteira de um grupo quando ainda nem foram definidos todos os qualificados para a fase final da prova. As últimas quatro vagas ainda serão disputadas durante um play-off, em março.

Neste play-off participarão as 16 melhores equipa da Liga das Nações que não conseguiram a qualificação pela via tradicional. Estas seleções serão distribuídas em grupos de quatro, determinados pelo seu ranking, num sorteio que será realizado esta sexta-feira.

Outra certeza é que o torneio continental terá uma seleção sem qualquer tradição, que sairá do grupo D do play-off, formado por Macedónia do Norte, Geórgia, Bielorrússia e Kosovo.

- Composição dos potes do sorteio das eliminatórias para a Euro2020:

Pote 1: (cabeças-de-série): Bélgica, Itália (anfitrião), Inglaterra (anfitrião), Alemanha (anfitrião), Espanha (anfitrião), Ucrânia

Pote 2: França, Polónia, Suíça, Croácia, Holanda (anfitrião), Rússia (anfitrião)

Pote 3: Portugal, Turquia, Dinamarca (anfitrião), Áustria, Suécia, República Checa

Pote 4: País de Gales, Finlândia, Vencedor do play-off A, Vencedor do play-off B, Vencedor do play-off C, Vencedor do play-off D

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.