Um adepto sul-coreano, muito irritado, viajou até a Suécia para confrontar Cristiano Ronaldo, craque da Juventus, pela sua não participação num jogo amigável que o emblema italiano disputou em Seul.

A ausência da estrela portuguesa irritou e muito os adeptos sul-coreanos, que acabaram por dar entrada com um processo-crime por se sentirem enganados. As autoridades judiciais sul-coreanas abriram uma investigação para saber o que se passou.

Num vídeo de 11 minutos publicado no seu canal do Youtube, que já acumulou quase três milhões de visualizações, Kwak Ji-hyuk aparece a aproximar-se de Cristiano Ronaldo, num hotel em Estocolmo.

Quando Ronaldo apareceu na entrada do hotel onde a delegação da Juventus estava hospedada para a disputa da final da International Champions Cup, Kwak gritou em inglês: "Por que não jogaste na Coreia?" Apesar do grito de revolta, o sul-coreano foi ignorado pelo português.

Ronaldo ficou no banco de suplentes no jogo de exibição do mês passado, disputado na capital sul-coreana, algo que irritou os adeptos, que ameaçaram com uma queixa-crime e provocaram um inquérito por suposta fraude.

A polémica sobre a não participação de Cristiano Ronaldo tornou-se num 'jogo de empurra', com a liga coreana (K-League) a acusar a Juventus de "fraude", uma afirmação negada rapidamente pelo clube italiano.

Depois de uma queixa-crime contra Ronaldo, Juventus e contra agência sul-coreana que organizou a partida, a polícia deu início à investigação para saber ao certo o que se passou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.