Carlo Ancelotti já treinou alguns dos melhores futebolistas do mundo, mas há um nome que o italiano deseja orientar e ainda não o fez: Lionel Messi. E há uma razão para isso.

"Sim, claro que há jogadores com quem gostava de trabalhar. Com Messi. Só para o comparar com Ronaldo", revelou Ancelotti em entrevista ao jornal 'The Guardian'.

"Em Itália, gostava de ter treinado Totti. Comecei na Roma, tenho grande ligação pelo clube e ele foi um ídolo lá", acrescentou.

O treinador do Everton revelou ainda como passou o período de confinamento devido à pandemia da COVID-19: "Vi imensos documentários. Gosto de história e vi muitas coisas sobre a guerra civil espanhola, Cuba, Revolução russa e fascismo em Itália. Tentei compreender e aprender sobre o século passado. Cheguei a uma conclusão simples depois de ter assistido a todos os documentários: somos uns sortudos por termos nascido nesta era. Há liberdade, mas nós tornamos a vida complicada, não pensamos no que nos rodeia. Sou católico e uma das chaves que nos ensinam é tratar os outros como gostamos de ser tratados. Só pensamos em nós."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.