A Bélgica pediu hoje a extradição do agente de futebolistas Christophe Henrotay, acusado de vários crimes de corrupção no Mónaco, revelou fonte judicial à agência noticiosa francesa France Prece (AFP).

O caso de fraude, branqueamento de capitais, corrupção e associação criminosa, segundo descreveu Eric Van Duyse, porta-voz do Ministério Público, é proveniente de buscas realizadas em cidades belgas, Londres e Mónaco durante terça-feira e hoje, com duas pessoas detidas, uma delas Henrotay.

A fonte judicial confirma a identidade de Henrotay, que foi presente a um juiz em Liège, já depois de ter visto arrestados sete milhões de euros, dois apartamentos e três automóveis de luxo.

A Bélgica emitiu um mandado de captura internacional para obter a extradição do agente, que mediou transferências como as do guarda-redes Thibaut Courtois (Real Madrid), uma vez que o Mónaco não é membro da União Europeia.

A investigação, que visava inicialmente a transferência do avançado internacional sérvio Aleksandar Mitrovic dos belgas do Anderlecht para o Newcastle, da liga inglesa, já tinha estado na origem de buscas realizadas em 24 de abril, nas quais não se registou qualquer detenção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.