O jornal El País promoveu uma conversa entre Iker Casillas e Vicente Del Bosque, antigo selecionador de Espanha, que em 2016 'tirou' o ex-guarda-redes do FC Porto da titularidade na baliza da 'La Roja'.

Del Bosque começou por explicar a decisão de entregar o lugar a De Gea. "Chega 2016 com toda a gente a pedir mudanças e, com respeito máximo por aqueles que tinham estado nas conquistas anteriores, demos o passo em frente com De Gea. Uma decisão absolutamente desportiva. Acertada ou não. Foi duro para ti, para mim e para todos", admitiu o antigo selecionador.

Já o antigo guarda-redes salientou que foi difícil de aceitar a decisão. "Sim, foi duro. Lembro-me de falar contigo. Não sei se estou enganado, sempre o disse com carinho, mas às vezes é preciso pegar no jogador e falar com ele. 'Olha, Iker, passa-se isto'. Somos todos iguais, sim, mas penso que tinha ganho respeito suficiente para que perdessem cinco minutos comigo e me tivessem dito no dia anterior: 'Iker, quero que saibas que amanhã começa o David. Por esta razão, por aquela e por outra. É o momento certo'. Podia ter caído mal ou bem, de certeza que cairia mal, mas teria havido uma explicação e eu teria acatado. Mas, claro, chegas ali a competir, és o tipo com mais internacionalizações, o capitão, com tanto tempo contigo... E chego à palestra e percebo que não jogo. Caiu mal, é verdade", recordou Iker Casillas.

Recorde-se que, com De Gea na baliza, a seleção espanhola foi eliminada nos oitavos de final do Euro 2016 pela Itália.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.