O antigo árbitro Pierluigi Collina demitiu-se esta quarta-feira da presidência do Comité de Arbitragem da UEFA, cargo que ocupou nos últimos oito anos.

Em nota publicada pelo organismo que gere o futebol europeu, o emblemático juiz italiano alegou motivos pessoais para apresentar a demissão, agradecendo o "forte apoio dado à arbitragem" nos últimos anos e reiterando que "foi um privilégio trabalhar como diretor da arbitragem da UEFA".

"Foi um privilégio trabalhar como Chefe de Arbitragem da UEFA nos últimos oito anos. Estou muito orgulhoso dos resultados alcançados em conjunto com os meus colegas árbitros e com o Comité de Arbitragem da UEFA. Gostaria de agradecer à UEFA pelo forte apoio dado à arbitragem nestes anos e também a todos os árbitros pelo seu total empenho", disse Collina numa mensagem divulgada pela UEFA.

O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, aceitou a demissão de Collina e agradeceu o trabalho realizado pelo ex-árbitro.

"Pierluigi trouxe a mesma visão, compreensão e talento ao seu papel na UEFA que ele demonstrou nos jogos que arbitrou. Quero agradecer-lhe pelo empenho durante estes anos e pelo que trouxe ao futebol europeu como diretor de arbitragem ", disse Aleksander Ceferin.

O substituto de Collina será o também italiano Roberto Rosetti. O antigo árbitro internacional de 50 anos que apitou a final do Euro2008 - conquistado pela Espanha -, ano em que foi considerado pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS) como o melhor árbitro do mundo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.