A Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) disponibilizou um total de 14 milhões de dólares (12,8 ME) para ajudar as 10 federações-membro a fazer face aos efeitos da pandemia de covid-19, anunciou hoje aquele organismo, em comunicado.

"Com esta medida, a confederação pretende injetar liquidez nas associações membro, para que elas possam destiná-la a projetos ou iniciativas que minimizem o impacto da covid-19 no futebol sul-americano", informou a CONMEBOL, através do site oficial.

Desta forma, cada uma das 10 federações que integram o organismo teve direito a um máximo de 1,4 milhões de dólares (1,28 ME), para investir em medidas que visem "promover o desenvolvimento do futebol sul-americano e mitigar as consequências económicas da interrupção do calendário desportivo".

Na Europa, a UEFA avançou com idêntico processo no início desta semana, disponibilizando 236,5 milhões de euros (ME) às 55 federações que compõem o organismo do futebol europeu.

Com a declaração de pandemia, em 11 de março, inicialmente alguns eventos desportivos foram disputados sem público, mas, depois, começaram a ser cancelados, adiados – nomeadamente os Jogos Olímpicos Tóquio2020, o Euro2020 e a Copa América – ou suspensos, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais de todas as modalidades.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 227 mil mortos e infetou quase 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Cerca de 908 mil doentes foram considerados curados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.