O governo chinês rejeitou hoje qualquer reativação imediata das principais competições desportivas naquele país, entre elas os campeonatos de futebol e basquetebol, atualmente suspensos devido à pandemia COVID-19.

"Para melhor prevenir e controlar a pandemia, nenhum evento desportivo de relevo, como maratonas e outras provas que juntem muitas pessoas, podem ser reativadas", referiu a Administração-Geral do Desporto em comunicado.

Esta nota serve também para encerrar qualquer especulação de um regresso do desporto nas próximas semanas, depois de vários novos casos terem surgidos nos últimos dias.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da COVID-19, já infetou mais de 791 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 38 mil morreram.

Dos casos de infeção, pelo menos 163 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 160 mortes e 7.443 casos de infeção confirmados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.