Os jogadores do Salzburgo chamados às respetivas seleções de futebol foram hoje impedidos de se juntarem a essas concentrações, após seis casos positivos ao novo coronavírus entre esse lote de atletas dos campeões austríacos.

O clube, que não esclareceu quais os jogadores que testaram positivo ao novo coronavírus, explicitou em comunicado que os resultados chegaram no domingo e que todos estão agora em isolamento e assintomáticos.

O Salzburgo junta-se a vários clubes na Alemanha e Itália que também atrasaram ou impediram a saída de jogadores devido à pandemia de covid-19, com três jogadores da seleção da Áustria agora afastados, dois sem ir à seleção do Mali e um no Japão.

O Werder Bremen e o Arminia Bielefeld seguiram as instruções das respetivas autoridades regionais de saúde para não deixar sair os atletas para os jogos internacionais, entre particulares, Liga das Nações e qualificações de outras provas continentais pelo mundo fora, com os plantéis de Roma, de Paulo Fonseca, e Fiorentina em isolamento após casos positivos, que impediram os negativos de se juntarem à seleção.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,25 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 2.959 em Portugal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto