A denúncia foi feita pelo Sindicato dos Treinadores de Futebol de Espanha: o Ittihad Tánger, de Marrocos, treinada pelo espanhol Juan Pedro Benali, está obrigado a jogar esta terça-feira, mesmo com 26 casos positivos de COVID-19. Entre os infetados está o próprio treinador, que faz parte do grupo de pessoas de risco.

"[Benali, de 51 anos] está doente com COVID-19 e a federação daquele país [n.d.r. Marrocos] já lhe disse que a sua equipa, onde há 26 infetados, deverá jogar sem fazer quarentena", denunciou o Sindicato dos Treinadores Espanhóis, em comunicado enviado à agência EFE.

Escreve ainda o Sindicato que o treinador do Ittihad Tánger "está a tomar sintrom [anticoagulante] e corticóides para que a sua situação não agrave. É uma pessoa de risco e está com febres muito altas há três dias".

O técnico pediu ajuda ao sindicato para que tente convencer a federação marroquina a não obrigar a sua equipa a ir a jogo.

Entre os infetados, há 16 jogadores.

Na próxima terça-feira o Ittihad Tánger tem agendado um jogo com o Renaissance Sportive Berkane, partida da 21.ª jornada da Botola Pro, a primeira divisão do futebol marroquino. A equipa é 15.º na tabela, em zona de descida, apenas à frente do Raja Beni Mellal. Em 2017/2018 surpreendeu ao ser campeão marroquino pela primeira vez.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.