A seleção dos Estados Unidos venceu na noite de domingo o México por 3-2, após prolongamento, e conquistou a primeira edição da Liga das Nações da CONCACAF de futebol, num encontro disputado em Denver.

O golo que garantiu o triunfo dos Estados Unidos foi apontado pelo avançado Christian Pulisic, que joga nos ingleses do Chelsea, aos 114 minutos, de grande penalidade, com o mexicano Guardado a desperdiçar, aos 120+2, uma oportunidade de empatar a partida, também de penálti.

A partida, disputada em Denver, ficou também marcada por uma interrupção de cerca de três minutos, depois de o árbitro da partida ter ouvido gritos homofóbicos provenientes das bancadas.

O México entrou melhor na partida e adiantou-se no marcador logo aos dois minutos, com um golo de Jesus Corona, médio que alinha no FC Porto, mas os Estados Unidos empataram aos 27, por intermédio de Giovanni Reyna.

Na segunda parte, a equipa mexicana voltou a ganhar vantagem aos 79, com um golo de Diego Lainez, mas os Estados Unidos empataram de novo três minutos depois, por Weston McKennie, jogador que é companheiro de equipa de Cristiano Ronaldo na Juventus.

No prolongamento, o campeão europeu Christian Pulisic marcou o golo que garantiu a conquista do troféu para a seleção norte-americana.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.