A FIFA anunciou, este domingo, que os clubes não são obrigados a liberar os jogadores às seleções nacionais para os desafios a disputarem-se em março e abril.

"A situação [pandemia Covid-19] está a evoluir rapidamente em todo o mundo e várias restrições de viagens internacionais já foram impostas por diferentes autoridades públicas. A FIFA entende que realizar as partidas nas circunstâncias atuais pode não apenas apresentar riscos potenciais à saúde dos jogadores (e do público em geral), mas também, muito provavelmente, comprometer a integridade desportiva de tais partidas, na medida em que determinadas equipas podem ser privadas dos seus melhores jogadores, enquanto outras não", pode ler-se em comunicado.

Recorde-se que a FIFA decidiu adiar os jogos das duas primeiras jornadas da qualificação sul-americana para o Mundial2022, devido à pandemia de Covid-19 e com as ligas europeias paradas, o calendário aperta a cada dia que passa e a probabilidade do Euro2020 ser jogado na data que estava marcada (12 de junho a 12 de julho) vai diminuindo com o tempo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.