A FIFA abandonou hoje a ideia de antecipar o aumento do número de participantes no Mundial de futebol, que continuarão a ser 32 no Qatar2022, e não 48 como chegou a ser equacionado.

Em nota hoje divulgada, o organismo que dirige o futebol a nível mundial esclarece que a proposta de 48 participantes já não irá a votação no próximo congresso, em Paris a 05 de junho, face às "atuais circunstâncias desfavoráveis".

O estudo de viabilidade efetuado permitiu concluir, nomeadamente, que podiam existir dificuldades políticas para encontrar vizinhos do Qatar com capacidade para receber jogos do torneio.

Atualmente, e face à oposição política da Arábia Saudita e dos Emiratos Árabes Unidos, apenas Omã e Kuwait seriam alternativas credíveis para a FIFA, mas nenhum mostrou interesse na iniciativa.

Neste quadro, a FIFA recua e o projeto de Mundial a 48 poderá voltar a ser equacionado para 2026, na edição que será organizada por Estados Unidos, México e Canadá.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.