Vários jogadores do Hajduk Split foram, esta segunda-feira agredidos por adeptos do clube, na sequência da derrota de domingo com o Dínamo de Zagreb (2-1), para o campeonato croata de futebol, anunciou o clube croata.

O húngaro Marko Futács sofreu várias lesões na cara depois de ter sido pontapeado na cabeça, partindo os óculos, apontou o jornal croata Slobodna Dalmacija, numa rixa que começou com uma conversa entre membros do Torcida Split, a claque mais conhecida do Hajduk, e o avançado ganês Ahmed Said.

Em comunicado, o Hajduk, clube do português Hugo Almeida, denunciou as agressões “com a maior firmeza” e pediu a atuação da polícia para identificar os culpados, enquanto um porta-voz do Torcida, Damir Gruir, explicou que as ações foram “lamentáveis” e defendeu o grupo, explicando que as suas instalações, próximas do local das agressões, estavam fechadas.

Os adeptos criticaram as prestações dos jogadores no jogo com o Dínamo de Zagreb, que praticamente selou o campeonato ao chegar aos 69 pontos, oito a mais do que o Split, a cinco jornadas do fim.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.