O mercado de transferências caminha a passos largos para o seu final em alguns mercados e, até agora, não se registaram movimentações sonantes, à exceção de Cristiano Ronaldo. Os grandes clubes da Europa continuam no jogo do 'gato e do rato', com todos a adiarem para os últimos dias o ataque final ao mercado. Todos têm carências nos planteis, mas, para se chegar aos craques que se deseja, é preciso muita paciência.

O jornal espanhol 'Marca' fez um levantamento das carências dos grandes clubes europeus como Barcelona, Real Madrid, Chelsea, PSG e Bayern Munich e das soluções possíveis, antes do fecho do mercado. Nesta altura, treinadores e diretores desportivos discutem ainda os alvos a 'atacar', as dispensas, as vendas e contam-se os milhões porque a concorrência é muita e, no mercado de futebol, o dinheiro continua a fazer a diferença. Muito mais que a vontade dos atletas.

As necessidades dos grandes clubes da Europa

Juventus

A 'Vecchia Signora' fez a Contratação do Ano com a chegada de Cristiano Ronaldo, mas o craque português poderá não ser a última estrela a chegar a Turim. Para já, está por horas de oficializar o regresso de Leonardo Bonucci, que volta dois anos depois de ter saído para o AC Milan. Em sentido inverso seguem Gonzalo Higuain, por quem a Juventus pagou 90 milhões de euros há dois anos, e ainda o jovem defesa Caldara.

Cristiano Ronaldo trocou o Real Madrid pela Juventus
Cristiano Ronaldo trocou o Real Madrid pela Juventus créditos: DR

Com a saída de Higuaín, Maximilano Allegri ficou apenas com Dybala, Douglas Costa, Cristiano Ronaldo e Mandzukic para a frente, pelo que o clube deverá ir ao mercado por um avançado de créditos firmados.

Também não será de estranhar se a Juve contratar mais um guarda-redes. A saída do lendário Buffon para o PSG deixou o posto de guarda-redes mais frágil, mesmo depois da chegada de Mattia Perin. Ainda há Szczesny mas pode ser pouco para quem aspira vencer a Liga dos Campeões.

Paris Saint Germain

As melhores contratações do PSG poderão estar... em casa. O clube vai mantendo Neymar e Mbappé, estrelas muito seguidas pelo Real Madrid mas ambos já afirmaram que não deixaram o Parque dos Príncipes esta época. Gonçalo Guedes, português que brilhou no Valência por empréstimo dos franceses, é um jogador com muito mercado e caso saía, Tuchel, o novo treinador, terá de ir ao mercado por um avançado. Rabiot também é desejado na Catalunha e, se sair, a formação parisiense será obrigada a contratar mais um médio para Tuchel poer ter mais opções.

Real Madrid terá oferecido 310 milhões de euros por Neymar
créditos: SAPO Desporto

Bayern Munique

O Bayern Munique continua tranquilo no mercado de transferências. O gigante alemão, que esta época será orientado por Nico Kovac, apenas contratou o médio Goretzka. Mas o clube poderá perder alguns craques, como Arturo Vidal que é pretendido pelo Inter Milão de Itália. Se tal suceder, os bávaros poderão ser obrigados a ir ao mercado.

Manchester United

José Mourinho não para de pressionar a administração do Manchester United em ir ao mercado para contratar jogadores de qualidade. Em Inglaterra fala-se num 'braço de ferro' entre o técnico português e os donos do clube, com os proprietários pouco dispostos a investir mais no plantel. Até agora só chegaram o jovem lateral direito Diogo Dalot, contratado ao FC Porto e o médio Fred, que trocou o Shakhtar Donetsk pelos ingleses.

Diogo Dalot trocou o FC Porto pelo Manchester United
Diogo Dalot trocou o FC Porto pelo Manchester United créditos: SAPO Desporto

Um dos possíveis reforços é Yerry Mina, central colombiano do Barcelona que brilhou no Mundial 2018 pelos 'cafeteros'. Mourinho aprecia as qualidades do gigante colombiano, muito forte no jogo aéreo e muito ágil e rápido. A defesa será o sector mais vulnerável da equipa.

Manchester City

A Premier League será a primeira das grandes ligas europeias a fechar o mercado de transferências para contratações. E esse fecho dar-se-á a 8 de agosto, três dias antes do início da Liga Inglesa. Os clubes ingleses poderão continuar a vender jogadores para outros mercados, mas já não poderão fazer contratações depois de 8 de agosto. Por isso todos estão a dar os últimos retoques nos planteis, antecipando o quanto antes as contratações. Mas há quem esteja a deixar tudo para mais tarde.

O Manchester City, atual campeão, apenas contratou o extremo Riyad mahrez ao Leicester e o jovem central holandês Sandler ao PEC Zwolle mas tudo indica que ainda poderá chegar um craque até ao fecho do mercado. Guardiola já disse que está satisfeito com o atual plantel mas caso seja possível fazer um bom negócio e deixar a equipa com mais soluções, dinheiro não será problema. Analisando todos os sectores, a frente de ataque parece ser aquela com mais necessidades. Um ponta-de-lança de classe mundial ajudaria Guardiola a ter mais opções, onde só há Gabriel Jesus e Aguero. Também a zona central carece de mais um médio.

É oficial: Riyad Mahrez chega finalmente ao Manchester City
créditos: SAPO Desporto

Chelsea

Com a saída de Antonio Conte, o Chelsea foi ao mercado e contratou Maurizzio Sarri, técnico que fez um trabalho fantástico nos últimos dois anos no Nápoles. Os 'blues' querem voltar a intrometer-se na luta pelo título, ao contrário do que sucedeu na época passada e, para tal, devem ir ao mercado para reforçar o plantel. Mas antes é preciso estancar a saída de algumas estrelas como Willian, Hazard e Courtois, jogadores pretendidos em Espanha pelo Barcelona e Real Madrid. Jorginho é, até agora, o único reforço, pelo que Abramovich deverá 'abrir os cordões à bolsa' para dar ao técnico italiano ferramentas para atacar as competições esta temporada.
Real Madrid

Os campeões europeus parecem ter colocado de lado a política de só contratar galácticos, preferindo antes 'atacar' jovens emergentes que possam depois valorizar no clube. Vinícius, Lunin e Odriozola, os únicos reforços até agora, são nomes pouco sonantes mas Florentino Pérez pode ter um 'trunfo na manga' para dar a Lopetegui, o novo treinador, 'armas' para derrubar o Barcelona a nível interno e revalidar o título europeu. A saída de Cristiano Ronaldo para a Juventus deixou a equipa menos poderosa a nível ofensivo, pelo que é de esperar a entrada de um craque para a frente de ataque até ao fecho do mercado.

A imprensa espanhola vai avançado com vários nomes sonantes que podem chegar ao Bernabéu, como são os casos de Harry Kane do Tottenham, Mauro Icardi do Inter Milão, Lewandowski do Bayern Munique, Eden Hazard do Chelsea, entre outros.

Outro sector que pode ser reforçado é a baliza, onde Kaylor Navas não tem concorrência. Mas De Gea, do Manchester United e Thibaut Courtois do Chelsea, continuam na agenda merengue.

Harry Kane
Harry Kane créditos: GLYN KIRK / AFP

Barcelona

Ernesto Valverde já definiu o que o Barça procura: "Precisamos de um médio que encaixe no nosso estilo", comentou o técnico dos blaugrana em conferência de imprensa antes do jogo com o Tottenham, para a International Champions Cup. O Barcelona perdeu Paulinho, que voltou para a China, Iniesta, que deixou o clube e foi jogar para o Japão, pelo que é urgente a contratação de, pelo menos, mais um médio. Valverde prefere um centrocampista com caraterísticas semelhantes a Paulinho, que dê profundidade ao jogo catalão e que chegue à zonas de finalização. Fala-se muito em William do Chelsea e Rabiot do PSG mas até agora, nada. O jogador brasileiro diz-se feliz em Londres e Rabiot muito dificilmente será negociado pelos franceses.

Paul Pogba, campeão do Mundo pela França, entrou na agenda blaugrana nos últimos dias, mas é um negócio difícil de concretizar. É verdade que o médio galês não justificou os 104 milhões de euros pagos pelos 'red devils' que o resgataram a Juventus mas o último Mundial mostrou que, se calhar, o problema está no esquema tático de Mourinho que não consegue tirar o melhor rendimento do médio francês.

Os catalães já contrataram o defesa francês Lenglet, o médio brasileiro Arthur e o extremo 'canarinho' Malcom.
Atlético Madrid

Recentemente Diego Simeone explicou que o Atlético Madrid não podia pagar 100 ou 150 milhões de euros por um jogador. Mas os 'colchoneros' são um dos clubes mais ativos no mercado em Espanha. Já contrataram o defesa/extremo Thomas Lemar ao Mónaco, o extremo Gelson Martins ao Sporting (a custo zero, mas o caso pode ser resolvido em tribunal), o médio Rodri ao Villarreal e o defesa Santiago Arias ao PSV.

Mas isso não chega: Simeone quer um avançado que faça a diferença para ser uma alternativa a Diego Costa. Luciano Vietto e Kevin Gameiro continuam sem convencer pelo que até podem ser vendidos antes do fecho do mercado.

A próxima semana deverá ser caótica no mercado inglês, com os clubes a darem os últimos retoques nos planteis antes do fecho do mercado, agendado para o dia 8 de agosto. Os restantes mercados só deverão fechar no final do mês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.