A seleção da Eslovénia revelou esta segunda-feira em comunicado que Jan Oblak não vai representar a equipa nos próximos compromissos internacionais durante seis meses.

O guarda-redes do Atlético de Madrid pediu dispensa ao presidente da Federação Eslovena de Futebol, Radenko Mijatovic, nos próximos seis meses, para recuperar a 100% das várias lesões que tem vindo a acumular devido à carga competitiva.

O mesmo documento revela que esta pausa resulta de um acordo com Radenko Mijatovic, depois de Oblak apresentar um relatório médico e requisitar o referido período de descanso.

 A federação revela ainda que Oblak "demontrou o desejo de fazer história ao serviço da equipa da Eslovénia e garantir presença na fase final do Europeu de 2020", reiterando ainda que o ex-guardião do Benfica aceitou a responsabilidade de capitanear a equipa quando regressar, desde que seja essa a decisão tomada pelo treinador e pelos colegas de equipa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.