Opositores do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, denunciaram hoje uma alegada "propaganda" pró-Governo durante a transmissão de um jogo de futebol da seleção brasileira num canal estatal, na noite de terça-feira.

Na primeira metade do jogo, no qual a seleção brasileira venceu o Peru, por 4 a 2, em Lima, o comentador da TV Brasil, falando em nome da direção do canal, mandou um "abraço especial" a Jair Bolsonaro.

No intervalo da partida, os telespetadores assistiram a um noticiário que destacou as ações do Governo, incluindo um discurso do polémico ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobre o combate aos incêndios florestais no Pantanal.

"Jogo da seleção passando no canal estatal. Narrador mandando abraço para o Presidente. No intervalo, notícias do Governo. Não, você não está na Coreia do Norte, é o Brasil mesmo", criticou na rede social Twitter o deputado Kim Kataguiri, do partido Democratas.

Na sua coluna no portal UOL, o jornalista desportivo Rodrigo Mattos afirmou que a transmissão do jogo Peru x Brasil havia sido "uma ferramenta de propaganda do Governo Bolsonaro".

A oposição também criticou a postura da televisão pública.

"No dia em que Carol Solberg (jogador de voleibol de praia) é proibida de se manifestar politicamente, a transmissão do jogo da seleção na TV Brasil manda um abraço a Bolsonaro e no 'show do intervalo' divulga os esforços do Salles para salvar o Pantanal. Dia sombrio para o desporto brasileiro", comentou o ex-deputado federal Chico Alencar, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)

O político referia-se à jogadora brasileira de voleibol de praia Carol Solberg, que recebeu na terça-feira uma "advertência" por protestar numa competição contra Jair Bolsonaro, tendo sido julgada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) daquela modalidade.

Neymar, que já demonstrou abertamente o seu apoio a Jair Bolsonaro, marcou três golos nesta partida e tornou-se o segundo melhor marcador da Seleção com 64 golos, atrás de Pelé (77).

A programação desta partida das qualificações sul-americanas para o Mundial de 2022 na TV Brasil só foi anunciada uma hora antes do início do jogo.

Inicialmente, o jogo seria transmitido apenas numa plataforma 'online' paga.

A TV Globo, maior canal privado do país e que costumava transmitir todas os jogos da seleção nacional, havia desistido de adquirir os direitos de transmissão exigidos pela Federação Peruana de Futebol (FPF), considerando-os exorbitantes.

Segundo a imprensa brasileira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) interveio então junto da FPF para que os direitos fossem transferidos gratuitamente para a TV Brasil, para que o jogo pudesse ser assistido por um maior número de pessoas.

Alguns especialistas em media viram esse movimento como uma manobra do Governo para atingir a TV Globo, considerada altamente crítica do executivo de Bolsonaro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.