O Ostersund viu esta terça-feira negado um pedido de licença para disputar a Liga sueca de futebol, na qual atua desde 2016, com a Federação Sueca de Futebol a citar os problemas financeiros como critério para a decisão.

O clube, pode ler-se num comunicado federativo, "não cumpre os critérios de seleção para a elite no que toca a uma operação continuada durante o próximo ano", uma decisão que está ainda sujeita a recurso.

Com esta decisão, o Ostersund, que em 2017/18 jogou a Liga Europa, após ganhar a Taça da Suécia, vai 'cair' para o segundo escalão, sendo promovido o Brage.

O clube sueco, treinado pelo inglês Graham Potter, responsável por subir a equipa da quarta divisão ao primeiro escalão, de 2011 a 2018, afirmou recentemente que precisaria de cerca de 945 mil euros para continuar em funcionamento.

Este mês, o antigo presidente Daniel Kindberg, que liderou o clube no mais recente período de sucesso, foi condenado a três anos de prisão por crimes financeiros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.