O jornal desportivo 'A Bola' publicou este sábado uma entrevista com Pablo Aimar, antigo jogador do Benfica, em que este fala do impacto do coronavírus no futebol a nível mundial e do futuro como treinador.

"Se não faço ideia de como ficará a nossa vida depois disto, muito menos tenho ideia de como ficará o futebol, sinceramente. Creio que isto está a mostrar-nos que as pessoas realmente importantes são as que cuidam da nossa saúde. Assim como as pessoas que transportam os alimentos. Essas são as pessoas mais importantes", começou por dizer Aimar.

De seguida, o antigo craque dos encarnados acrescentou que na Argentina "aplaudem as pessoas da saúde todos os dias às nove da noite, os enfermeiros, os médicos, creio que são as pessoas mais importantes. Como fica o futebol ou deixa de ficar… não faço mesmo qualquer ideia, Em relação ao futebol quando se der o regresso, realmente não sei".

Quanto à carreira de treinador, Pablo Aimar explica que tirou o curso na Argentina, que lhe permite "treinar as equipas juvenis, mas também as principais". Já sobre uma eventual passagem pelo banco do Benfica, o argentino 'chuta' a resposta para o agente: "Essa é uma pergunta para o meu representante [risos]… Estou bem onde estou, muito bem."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.