Na primeira jornada das principais ligas europeias, os portugueses brilharam quer dentro de campo, quer no banco. As ligas inglesa e francesa são das que mais albergam os jogadores e treinadores lusos.

Em Inglaterra, José Mourinho é o treinador que mais destaque tem. Ao comando do Manchester United desde a temporada 2016/2017, o técnico português é o mais emblemático dos treinadores lusos além-fronteiras e começou a esta temporada com uma vitória sobre o Leicester. Mas, para Mourinho, ganhar já não é novidade, visto que, desde que iniciou a carreira há 18 anos, o técnico português nunca perdeu um jogo da primeira jornada.

Mas, José Mourinho não é o único treinador português na Premier League, a ele juntam-se Nuno Espírito Santo e Marco Silva.

Ao comando do Wolverhampton desde a temporada 2017/2018, Nuno Espírito Santo já passou pelo Rio Ave, Valência, FC Porto - antes disso tinha sido treinador de guarda-redes no Málaga e no Panathinaikos. Na segunda época consecutiva na Premier League, vai contar com vários jogadores portugueses, mas para já, a equipa não foi além de um empate com o Everton.

Marco Silva é o treinador do Everton, no seu terceiro ano consecutivo na Liga Inglesa, depois de ter passado pelo Hull City e pelo Watford - em Portugal treinou o Estoril e o Sporting. Pelo meio, esteve ainda ao serviço do Olympiacos. No plantel, Marco Silva conta apenas com um jogador português. André Gomes chegou por empréstimo do Barcelona e ainda não usou a camisola do Everton.

Quanto aos jogadores na Premier League são muitos e dão nas vistas. No campeão espanhol, Bernardo Silva é o único português mas tem brilhado nos jogos dos 'citizens'. Neste início de campeonato, o jogador português apontou o segundo golo do Manchester City e fixou o resultado do jogo.

Já no Leicester, Adrien Silva e Ricardo Pereira são os representantes lusos. O médio chegou à Premier League na época 2017/2018 e vai para a segunda temporada no Leicester, enquanto que o defesa fez nesta primeira jornada estreia com a camisola do Leicester, depois de várias épocas no FC Porto.

Outro dos portugueses além-fronteiras é Cédric Soares. O internacional português de 28 anos está no Southampton desde a temporada 2015/2016, quando se mudou para a Premier League depois de ser formado no Sporting.

O Wolverhampton é o clube inglês com mais jogadores portugueses. Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho, Diogo Jota, Hélder Costa e Rúben Vinagre entraram no jogo da primeira jornada com o Everton, sendo que o último apenas entrou aos 76 minutos de jogo. Também Ivan Cavaleiro faz parte do plantel de Nuno Espírito Santo para a temporada 2018/2019, mas não foi convocado para o jogo da primeira jornada.

Além dos jogadores convocados para a primeira jornada da Premier League, há ainda outros ao serviço dos emblemas ingleses: Rafael Camanho no Liverpool, Domingos Quina no Watford e Diogo Dalot no Manchester United.

Já na Ligue 1, Miguel Cardoso no Nantes e Leonardo Jardim no Mónaco representam os técnicos portugueses em França. Os dois defrontaram-se na primeira jornada da Liga Francesa, sendo que Leonardo Jardim saiu vencedor na estreia de Miguel Cardoso em França, com um português na equipa, Rony Lopes - que marcou o primeiro golo da partida aos 69 minutos.

Já nos restantes plantéis, Pedro Rebocho vestiu a camisola do Guingamp na primeira jornada e foi ao reduto do Saint-Étienne, onde a equipa perdeu por 2-1. Já Pedro Mendes marcou o primeiro golo do Montpellier aos 5 minutos de jogo, mas não foi o suficiente para a equipa de Michel Der Zakarian vencer o Dijon (2-1).

Em França, a equipa com mais jogadores portugueses no plantel é o Lille, com quatro lusos. Xeka e Edgar Ié entraram em campo na primeira jornada da Ligue 1 contra o Rennes e ganharam por 3-1. Também Rafael Leão e José Fonte fazem parte do plantel do Lille, mas não foram convocados para o arranque do campeonato.

Além dos jogadores que entraram nas quatro linhas, existem ainda outros a jogar em França, mas que não fizeram parte dos convocados para a primeira jornada. Rolando joga pelo Marselha, Gonçalo Guedes representa o Paris Saint-Germain e Anthony Lopes defende a baliza do Lyon.

São estes os portugueses que dão cartas nas ligas inglesa e francesa na temporada 2018/2019, tanto no campo como no banco. Também nas restantes ligas europeias há futebolistas lusos, no entanto, para já, foram estas que deram o pontapé de saída no campeonato, visto que em Espanha e na Alemanha ainda se jogaram as Supertaças. Já na Liga Italiana, a temporada arranca na próxima sexta-feira, dia 18, com um jogo entre o Chievo e a Juventus de Cristiano Ronaldo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.