O mercado espanhol foi quem mais mais lucrou na diferença entre as contratações e as vendas durante o defeso. De acordo com o jornal Marca, os números explicam-se com a venda de Neymar (222 ME para o PSG) e também pelo facto do Real Madrid, pelo segundo ano consecutivo, não ter feito nenhuma contratação milionária. Os clubes da Liga espanhola gastaram um total de 639 milhões de dólares e receberam 752 milhões de dólares.

Já a Premier League esbanjou cerca de 1,396 milhões e recebeu apenas 379. O que resulta num balanço negativo de cerca de 1000 milhões.

Em França, Alemanha e Itália também se soltaram os 'cordões à bolsa'. Na Ligue 1 gastaram-se cerca de 579 milhões, com o PSG à cabeça no topo dos mais gastadores. Na Bundesliga e na Serie A gastaram-se 519 e 506 milhões, respetivamente. O AC Milan fez de 'PSG' em Itália e também está a ser vigiado pela UEFA, depois de ter sido um dos dos protagonistas do defeso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.